QUIPEA
Apresentação

Quilombos no Projeto de Educação Ambiental (Quipea) tem como objetivo desenvolver ações de Educação Ambiental com as Comunidades Quilombolas presentes na Bacia de Campos, na perspectiva de fortalecer as comunidades quilombolas em suas lutas por respeito, reconhecimento e garantia de direitos de cidadania, principalmente o direito ao ambiente ecologicamente equilibrado e o direito de existir como quilombola. Busca-se, nesse sentido, promover a discussão local sobre os problemas socioambientais, bem como a construção coletiva de soluções e ações mitigatórias para o meio ambiente e para a sociedade civil da região.

Participam do projeto 21 comunidades remanescentes de quilombos certificadas pela Fundação Cultural Palmares e que estão presentes em oito (8) municípios situados na região da área de influência dos empreendimentos da Shell: Sobara (Araruama/RJ); Maria Joaquina, Botafogo, Preto Forro e Maria Romana (Cabo Frio/RJ); Baía Formosa e Rasa (Armação dos Búzios/RJ); Boa Vista, Bacurau, Machadinha, Mutum e Santa Luzia (Quissamã/RJ); Aleluia, Batatal, Cambucá, Conceição do Imbé (Campos dos Goytacazes/RJ); Deserto Feliz (São Francisco de Itabapoana/RJ); Barrinha ( São Francisco de Itabapoana); Boa Esperança e Cacimbinha (Presidente Kennedy/ES) e Graúna (Itapemirim/ES).

As atividades do Quipea se iniciaram em 2010 e em maio de 2016 o projeto entrou na sua fase 3. O objetivo da atual fase é promover a autonomia das comunidades Quilombolas, por meio de ações que fortaleçam a participação comunitária.

Como um incentivador desta participação, a equipe responsável pela execução das ações do Quipea conta com três (3) Educadoras Populares (lideranças quilombolas regionais) e quatorze (14) apoiadores locais (jovens e moradores das comunidades).

O Quipea é executado pela Ambiental Engenharia e Consultoria, sob a responsabilidade da Shell Brasil.

 

 

 

c